5 motivos para ter blog em 2017

Ter um blog ou começar um em 2017 pode ser bem desafiador. Isso me levou a pensar, repensar e pensar de novo antes de colocar o blog como o “carro-chefe” do meu site. Tenho uma experiência razoavelmente grande com esse tipo de site, que perdeu sua força com o BOOM do Youtube. Então, por que diabos começar a levar um blog a sério logo agora em que todo mundo se liga mais em vídeos?

Antes de dizer meus motivos, vou contar um pouquinho da minha trajetória nesse mundo.

Quando eu tinha uns 14 anos, foi quando eu comecei a explorar o mundo blogspot. Naquela época as blogueiras estavam começando a bombar de verdade, e começando a serem consideradas pelas marcas para patrocinar posts, etc. Foi quando eu também descobri o CSS, já que o HTML eu conheci lá no orkut. Eu ficava mexendo nos códigos e personalizava meu blog do jeitinho que eu queria, com uns desenhos toscos que eu mesma fazia e lá estava o “Então, que tal?”, criado com o propósito de desabafar sobre política! Sim, política! Eu adorava, que doideira, né?

Além desse, passei por outras aventurinhas: já administrei um fã clube de beatles, criado por mim e uma amiga, que tinha até uma boa audiência no Twitter e tentamos algo no blogspot também. Depois, veio a minha adolescência marcadíssima por shows e meu amor pelo Ed Sheeran. Enquanto ainda estava no “All for The Beatles”, eu só escutava falar do WordPress e nunca entendia como funcionava essa plataforma tão maravilhosa como falavam.

Abandonei os Beatles e surgiu a oportunidade de entrar pro time da Ed Sheeran Brasil. Claro que aproveitei a chance para entender como funciona o tal do WordPress org. É de fato, uma loucurinha pra entender quando você ainda não sabe sobre hospedagem na web e não tem conhecimentos básicos de como esse mundinho funciona. Levei meu aprendizado do Ed Sheeran Brasil para fundar meu próprio site dedicado a shows de artistas gringos no Brasil, na plataforma wordpress (finalmente!), mas que apesar de todo o investimento tanto em dinheiro quanto tempo, não andou muito pra frente porque era bem complicado gerenciar um portal de notícias praticamente sozinha e ainda ter o ensino médio pra passar.

Então vocês podem ver que eu tive experiências um pouco frustrantes com o blog. E logo AGORA, em pleno 2017, resolvo voltar. Mas por que? Vou listar alguns motivos para você também não desistir do sonho blogueiro:

 

1. Marketing de Conteúdo

MESMO que você não goste tanto assim de escrever e blog não é muito sua praia, aconselho fortemente a dar uma olhada no que é Marketing de Conteúdo. Vai provavelmente, fazer uma boa diferença se você já tem um site próprio, ou de uma empresa sua, e precisa se destacar. Até era meu objetivo inicial, ter um blog apenas para agregar valor ao meu portfólio gerando conteúdo relevante da minha área profissional para atrair possíveis clientes e oportunidades de negócio com o engajamento do blog. MKT de conteúdo é tipo a moda nova do século, e dá muito resultado, vai por mim.

 

2. Pode ser um negócio

O mais difícil de ter um blog não é entender a dinâmica da web, o que é hospedagem, domínio ou pagar um programador/web designer para desenvolvê-lo. Dá até pra conseguir tudo isso de graça, sem muito chororô. O difícil mesmo é manter um blog, porque se você levá-lo a sério, ele vira um negócio em que você vai precisar passar um tempo do seu dia se dedicando a ele: seja escrevendo posts, criando conteúdos, e por aí vai. É aí que a maioria desanima. Mas se você se esforça e faz tudo direitinho, pode virar um negócio bem lucrativo e tem diversas formas de ganhar dinheiro com isso, só não pode ser seu foco de jeito nenhum ou não vai dar certo!

 

3. Poder ser você mesmo

Não quero ser obrigada e não vou me obrigar a falar de assuntos que não tem nada a ver comigo no meu blog. Aqui é um espacinho da internet, assim como o Youtube, em que você tem a liberdade de criar conteúdos que tenham a ver com você, com a sua personalidade, seus gostos e interesses. É isso que ainda faz, e na verdade, só faz as pessoas buscarem nosso conteúdo: originalidade, personalidade e identificação com o blogueiro/vlogueiro, como se fosse um amigo te dando conselhos sobre um assunto que interesse ambos, e promover esse engajamento é muito legal. O blog é bom pra pessoas como eu que ainda não tem a coragem de conversar com uma câmera por causa da timidez mas também querem poder compartilhar suas ideias.

 

4.  Inspirar e ajudar pessoas

Uma das coisas mais legais do blog é poder falar pra um milhão de pessoas! É incrível o como podemos ter um alcance super legal aqui e inspirar nossos leitores através disso. A gente pode até não saber a importância que tem um post nosso e como ele ajudou alguém a resolver um problema, a passar por uma experiência legal ou ter feito alguém no mínimo mais feliz devido ao que escrevemos, mas quando um leitor mostra sua gratidão e carinho através de um comentário ou um reconhecimento na rua (pros mais “tops” haha), é uma sensação muito boa.

 

5. Você se tornará uma pessoa melhor

O blog vai te obrigar inconscientemente a abrir mais a sua mente, vai te trazer novos desafios, mostrar novas visões de mundo (dos leitores sobre algum tópico que você escreveu), estimulando não só o debate saudável como vai ajudar a organizar sua mente. Particularmente, me sinto muito bem quando escrevo porque sinto que estou organizando todos os meus pensamentos e criando uma linha de raciocínio mais profunda sobre algum assunto e mais sensato. Colocar tudo pra fora, na escrita, é uma terapia para minha saúde mental, e acredito que possa ser também para outras pessoas, mesmo que você não se sinta muito confortável na escrita, com a prática você eventualmente se tornará um escritor melhor e ela virá de forma mais natural.

Conclusão

Ser blogueiro, de verdade, não é nadinha fácil. Criar por si só já é uma tarefa super difícil, e expor tudo isso em um texto pode ser muito difícil também. Alguns posts de blogueiros demoram cerca de 12h para serem produzidos, ou mais! Mas no final das contas, é recompensador. É bom para você profissionalmente e também para a sua vida pessoal, sua evolução como pessoa e ainda te ajuda a desenvolver habilidades como a da escrita.

Sim, blogar em 2017 é mais difícil que blogar em 2007! Mas para mim, que sou introspectiva, é uma alternativa muito boa ao Youtube. Aos poucos a gente se solta aqui, e quem sabe faz do canal um complemento. Fora que produzir um vídeo de qualidade é mais custoso que escrever e manter um blog, né? Paciência, dedicação e muito amor, é isso que mantém um blog ativo e de sucesso.

 

Relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *